GOVERNO DA PARAIBA




> NOTÍCIA


Publicado em 20/12/2017 10h42

Pela primeira vez, bebê é gerado em útero de doadora cadáver

O primeiro bebê do mundo gestacionado em um útero transplantado de uma doadora morta nasceu na última sexta-feira no Hospital das Clínicas (HC) da faculdade de medicina da USP.

Ouça o áudio:  Pela primeira vez, bebê é gerado em útero de doadora cadáver

Imagem da internet

O primeiro bebê do mundo gestacionado em um útero transplantado de uma doadora morta nasceu na última sexta-feira no Hospital das Clínicas (HC) da faculdade de medicina da USP.

A mulher que recebeu o útero nasceu sem o órgão por conta de uma doença, a síndrome de Rokitansky.

De acordo com o jornal Folha de S. Paulo, o transplante do órgão, pertencente a uma mulher que teve morte cerebral, ocorreu em setembro de 2016, no próprio HC, em uma cirurgia que durou cerca de dez horas.

A partir daí, iniciou-se a tentativa de engravidar, o que funcionou já na primeira tentativa, com a transferência de embriões, óvulos da mulher transplantada e espermatozoides do marido dela, para o útero. A gestação correu normalmente.

O útero foi retirado após o parto –como é de costume– pois um tratamento de imunossupressão, com utilização de muitos medicamentos e com riscos para a paciente, é necessário para evitar a rejeição do órgão.

Para a escolha da paciente, os pesquisadores brasileiros procuraram uma mulher clinicamente saudável e com óvulos de boa qualidade.

O estudo, que teve como resultados o transplante e a gestação, faz parte de um projeto de pesquisa financiado pela Fapesp (Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo) e com apoio do HC.

Fonte: Da internet
TAGS
    Nenhum resultado encontrado.
Bookmark and Share
Assembleia TV TSPB Rádio TSPB 100.5

Colunistas

Categorias

Facebook

Twitter

Vídeos

Parceiros

    Nenhum resultado encontrado.