GOVERNO DA PARAIBA




> NOTÍCIA


Publicado em 09/11/2017 16h05

Internada há 9 meses, Cláudia Rodrigues faz tratamento médico

Internada desde fevereiro em uma clínica no interior de São Paulo para tratar das sequelas da esclerose múltipla, Claudia Rodrigues iniciou dois novos tratamentos revolucionários para se curar da doença.

Ouça o áudio:  Internada há 9 meses, Cláudia Rodrigues faz tratamento médico

Imagem da internet

Internada desde fevereiro em uma clínica no interior de São Paulo para tratar das sequelas da esclerose múltipla, Claudia Rodrigues iniciou dois novos tratamentos revolucionários para se curar da doença. A expectativa era que a humorista de 46 anos fosse para casa no final de julho, mas ela terá que permanecer internada pelo menos até o fim de dezembro.

Após diversos tratamentos, Claudia passou uma reabilitação de células vindas da Itália e conhecida como Reac, uma nova tecnologia da medicina para curar a esclerose. O tratamento consiste em duas sessões de uma semana cada, e é realizado numa clínica do Ibirapuera, em São Paulo.

Além disso, Claudia também está fazendo um outro tratamento alemão, conhecido como Bemer, e que dura 45 dias. Após o fim destes, ela será internada no dia 20 de dezembro no Hospital Albert Einstein, também em São Paulo, para um check-up e um diagnóstico final, que poderá ser dado no dia 22 do mês que vem.

“A Claudinha está de um jeito que vai surpreender o mundo. Os médicos estão chorando e não estão acreditando na recuperação dela. A doença não tinha expectiva nenhuma de melhora, e o tratamento, inicialmente, só melhoraria as sequelas, e isso ia levar de cinco a dez anos. Só que ela surpreendeu até a própria medicina. O médico tem certeza que na hora que sair esse resultado ela vai estar curada”, comemora Adriane Bonato, empresária e amiga pessoal da atriz.

Atriz recupera a fala

De acordo com informações da representante da artista, Claudia já recuperou totalmente a fala e o desvio no olho. “Até a voz dela voltou como era antes. O olho já não tem mais aquele problema do desvio. A memória já está 100%. A preocupação maior era com a parte neurológica, no sentindo de poder associar as coisas e os comandos responderem, e isso está acontecendo”, diz.

Fonte: Da internet
TAGS
    Nenhum resultado encontrado.
COMENTÁRIOS
Bookmark and Share
WhatsApp TV TSPB Rádio TSPB 100.5

Colunistas

Categorias

Facebook

Twitter

Vídeos

Parceiros

    Nenhum resultado encontrado.