GOVERNO DA PARAIBA




> NOTÍCIA


Publicado em 08/11/2017 14h38

Cinco anos depois de ficar careca, Babi lembra decepção com “Pânico”

Desde que deixou o “Pânico”, em 2013, Babi Rossi tentou carreira em outras emissoras, mas a falta de oportunidades profissionais a fizeram se desiludir com a televisão.

Ouça o áudio:  Cinco anos depois de ficar careca, Babi lembra decepção com “Pânico”

Imagem da internet

Desde que deixou o “Pânico”, em 2013, Babi Rossi tentou carreira em outras emissoras, mas a falta de oportunidades profissionais a fizeram se desiludir com a televisão. Hoje, aos 27 anos, a ex-panicat mantém um canal no Youtube, o “Barbarize”, onde fala de assuntos variados, e quer cursar veterinária.

“O canal está muito legal. As meninas perguntam muitas coisas. Eu falo de tudo, relacionamento, beleza. Estou um pouco triste de não estar na televisão, foi o que sempre quis e hoje estou afastada, mas a internet está crescendo cada vez mais”, diz ela ao UOL.

Babi entrou para o “Pânico” em 2010 e logo se destacou pelo carisma e coragem em topar desafios. Em 2012, com a expectativa de ganhar mais espaço no humorístico, aceitou raspar a cabeça ao vivo durante o programa. Em enquete promovida pela atração, os internautas decidiram que a então panicat teria que fazer a mudança radical no visual.

Babi conta que não se arrependeu e que a repercussão foi boa, mas nada do que ela esperava do programa aconteceu. “Fui corajosa e aceitei o desafio. Eu visto a camisa da empresa. Mas eu raspei a cabeça achando que teria um retorno bom para mim, que iria ganhar um quadro, que teria oportunidade maior no ‘Pânico’. Fiquei decepcionada, me iludi, nada aconteceu”, relembra ela, que não teve a aprovação dos pais. “Eles ficaram malucos quando me viram careca, minha mãe ficou muito chateada comigo. Mas cabelo cresce”.

Ela deixou o “Pânico” um ano depois de ficar careca. O pedido de demissão foi por mensagem privada no Instagram. “Saí muito chateada com o ‘Pânico’. Se não estava feliz, não tinha porque continuar. Não tinha nada em vista, saí pra ficar desempregada mesmo”, afirma ela.

Mas engana-se quem pensa que a ex-panicat ficou satisfeita em saber do possível fim do programa na Band. Babi diz que ficou muito triste com as notícias de que o programa poderia acabar. “Não quero que acabe. Pegou todo mundo de surpresa, ninguém sabia de nada. O ‘Pânico’ teve um auge grande. Na minha época, todas as meninas queriam ser panicats. Apesar de ter saído chateada, devo muito ao programa”.

Babi diz que, mesmo deixando claro os motivos que a fizeram pedir demissão do “Pânico”, deixou as portas abertas com a direção, tanto que participou de um quadro da atração neste mês. “Eles ficaram chateados, o Alan (Rapp, ex-diretor) gostava muito de mim. Mas entenderam”, explica.

Convite para “A Fazenda”

Babi Rossi foi uma das ex participantes de “A Fazenda” que foi convidada à retornar para atual edição do programa, que ganhou o subtítulo de “Nova Chance” por reunir integrantes de outros realities. Ela diz que não aceitou por estar namorando e vivendo outro momento na carreira, mas admite ter se arrependido depois que o programa começou.

“Meu namorado me apoiaria mas, sei lá, fiquei com o pé atrás. Depois me arrependi”, conta ela, que namora há um ano e três meses com um empresário. Babi diz que prefere namorar anônimos depois de se relacionar com Olin Batista, filho do empresário Eike Batista, em 2013. “Foi muito exposto. E ele andava escoltado por seguranças”.

Quando deixou o “Pânico”, Babi foi contratada pela RedeTV! para ser uma das apresentadoras do extinto “Morning Show”, em 2014. Tirou licença do programa para participar de “A Fazenda 7” e perdeu o prêmio de R$ 1,5 milhão para o cantor DH. Amigos na casa, Babi conta que se decepcionou muito com o músico depois que acabou o reality show.

“Tinha muita gente falsa. Fiquei chateada com coisas que falaram, pessoas que batiam no peito que eram meus amigos e falavam por trás, como Pepê e Neném, Débora Lyra. O DH ficou com raiva de mim e eu não sei o que rolou. Ele é estranho, passou a me ignorar. Mas não guardo mágoas. Valeu muito a pena participar”.

Depois do programa, Babi conta que recebeu elogios da cúpula da Record, que prometeu que ela teria um projeto na emissora, o que também não aconteceu. Ela, então, voltou para a RedeTV! e trabalhou como repórter do “TV Fama”:

“Televisão é muito difícil e as pessoas têm preconceito com ex-panicat, acham que é burra, puta. Sofri muito com isso, viam a gente como um pedaço de carne. Me formei atriz, amo teatro, fiz a escola Wolf Maia, mas sempre ouvi que na Globo jamais contratariam ex-panicat para atuar. Então se fosse para dar certo, já teria dado. Quero cursar veterinária e ter um segundo plano na vida”.

Fonte: Da internet
TAGS
    Nenhum resultado encontrado.
COMENTÁRIOS
Bookmark and Share
WhatsApp TV TSPB Rádio TSPB 100.5

Colunistas

Categorias

Facebook

Twitter

Vídeos

Parceiros

    Nenhum resultado encontrado.