GOVERNO DA PARAIBA




> NOTÍCIA


Publicado em 08/11/2017 10h06

Em Seul, Trump adverte Coreia do Norte de que 'chegou o tempo da força'

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, advertiu nesta quarta-feira (8) a Coreia do Norte de que "chegou o tempo da força", em um discurso no Parlamento em Seul, na Coreia do Sul. "Não nos provoque", declarou.

Ouça o áudio:  Em Seul, Trump adverte Coreia do Norte de que 'chegou o tempo da força'

Imagem da internet

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, advertiu nesta quarta-feira (8) a Coreia do Norte de que "chegou o tempo da força", em um discurso no Parlamento em Seul, na Coreia do Sul. "Não nos provoque", declarou.

"Todas as Nações responsáveis devem unir suas forças para isolar o brutal regime da Coreia do Norte", declarou Trump. "Não se pode apoiar ou aceitar isto".

Trump disse que oferece ao líder norte-coreano, Kim Jong-un, "um caminho para um futuro melhor", em meio à crescente tensão pelo programa nuclear de Pyongyang. "As armas que você está desenvolvendo não lhe darão mais segurança. Você está colocando seu regime diante de um grave perigo. Apesar de todos os crimes cometidos contra Deus e contra os homens, nós vamos lhe oferecer um caminho para um futuro melhor", disse o chefe de estado americano.

O presidente dos EUA pediu ainda que o regime norte-coreano não subestime ou "teste" os governos de Washington e Seul, além da comunidade internacional.

"Falo em nome não apenas de nossos países, mas de todas as nações civilizadas quando digo ao Norte: não nos subestime e não nos coloque a prova. Defenderemos nossa segurança comum, prosperidade compartilhada e sagrada liberdade", afirmou.

"Não permitiremos que cidades americanas sejam ameaçadas com a destruição. E não permitiremos que as piores atrocidades da história sejam repetidas aqui, nesta terra pela que qual lutamos e morremos", disse, em referência à Guerra da Coreia (1950-1953) e as ameaças de Pyongyang contra território americano.

Em discurso especialmente duro, Trump voltou a defender a exibição de força realizada pelo seu país na região com a implantação de importantes ativos militares e disse que busca a "paz através da força".

"Os EUA nunca buscaram o conflito ou confronto, mas não fugiremos disso", advertiu Trump, que listou os ativos estratégicos que o Pentágono implantou na região, entre eles um submarino e três porta-aviões de propulsão nuclear.

 

Fonte: Da internet
TAGS
    Nenhum resultado encontrado.
COMENTÁRIOS
Bookmark and Share
WhatsApp TV TSPB Rádio TSPB 100.5

Colunistas

Categorias

Facebook

Twitter

Vídeos

Parceiros

    Nenhum resultado encontrado.