Governo da Paraiba




> NOTÍCIA


Publicado em 19/04/2017 09h52

Mulher Melão abre “intimidade” e coleção de roupas de grife

Fruta de uma época, mais precisamente a primeira década do século 21, a Mulher Melão se reinventa como funkeira com o single “Novinho de 23”.

Ouça o áudio:  Mulher Melão abre “intimidade” e coleção de roupas de grife

imagem retirada da internet 

Fruta de uma época, mais precisamente a primeira década do século 21, a Mulher Melão se reinventa como funkeira com o single “Novinho de 23”. “Escrevi a música para um novinho que estou saindo e ele me deu sorte. Já percebi que preciso estar apaixonada para fazer hit”, brinca. O clipe acumula quase 100 mil visualizações no YouTube em um mês de lançamento, e segundo ela, o número de shows triplicou.

O novinho em questão é um jogador de futebol, que ela não revela o nome “nem sob tortura”. Assim como não entrega a sua idade. “Perguntar a idade para uma mulher é feio”, diz, entre risos, lembrando que há três anos ela “parou” nos 28. “Neste ano, comemoro 25. Não posso esquecer!”

Não apenas sua idade é uma grande incógnita. Ela atende por três nomes: além da alcunha de mulher fruta, ela tem outro nome artístico, Renata Frisson, além do de batismo, Cristina Célia Antunes.

Não resta dúvida de quem recebeu o UOL em seu apartamento, sua “maior intimidade”, um imóvel de frente para o mar, na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio. Desinibida, Melão vestiu lingerie rosa para posar para as fotos e contou que a maior vantagem de não ter vizinhos em frente é poder andar pelada pela casa.

O parco guarda-roupas – ela é partidária do menos é mais – é recheado de grifes, entre as peças, um trench coat Burberry, que custa cerca de R$ 10 mil. Também têm lingeries da Victoria´s Secret, botas da Chanel e bolsas da Yves Saint Laurent.

Melão acredita não ter inimigas no mundo das celebridades e diz que procura se dar bem com todo mundo. “Acho cafona mulher que fica julgando ou criticando comportamento dos outros. Já vi mulheres ridicularizando o figurino e até xingando de puta ou piranha outra mulher. Odeio fofocas e graças a Deus, me sinto querida.”

Fonte: Da Internet
TAGS
    Nenhum resultado encontrado.
COMENTÁRIOS
Bookmark and Share
WhatsApp TV TSPB Rádio TSPB 100.5

Colunistas

Categorias

Facebook

Twitter

Vídeos

Parceiros

    Nenhum resultado encontrado.