Governo da Paraiba




> NOTÍCIA


Publicado em 09/03/2017 10h09

Diego brilha, e Flamengo supera pressão da estreia com goleada na Libertadores; assista

Diante de um Maracanã lotado para os padrões atuais, o Rubro-negro superou a pressão das recentes eliminações na Copa Libertadores e conseguiu uma vitória fundamental na primeira rodada do Grupo 4.

Ouça o áudio:  Diego brilha, e Flamengo supera pressão da estreia com goleada na Libertadores; assista

Imagem da internet

 

O torcedor do Flamengo respirou aliviado na noite desta quarta-feira (8). Diante de um Maracanã lotado para os padrões atuais, o Rubro-negro superou a pressão das recentes eliminações na Copa Libertadores e conseguiu uma vitória fundamental na primeira rodada do Grupo 4. O placar por 4 a 0 sobre o San Lorenzo-ARG, no entanto, foi todo construído no segundo tempo.

Mais do que vencer na estreia, o Flamengo tirou um peso dos ombros. A cobrança por um bom resultado era enorme na torcida e entre os jogadores. Em um ano no qual montou um elenco com o sonho de reviver a glória de 1981, nada melhor do que largar na frente e nos braços dos rubro-negros.

Pedro Martins / MoWA Press
Diego brilhou na estreia do Flamengo na Libertadores

Recém-convocado por Tite, que estava presente no Maracanã, Diego não decepcionou. Com a camisa 10 nas costas, número especial para a disputa da competição, o meio-campista ditou o ritmo do Rubro-negro com a bola nos pés. Além de marcar o primeiro em uma bela cobrança de falta, participou diretamente dos outros dois tentos anotados por Trauco e Romulo. Gabriel, no fim, deu números finais ao jogo.


Ver imagem no Twitter

Olha quem viu a vitória do @Flamengo no Maracanã: Tite, o técnico da @CBF_Futebol

Agora, o Flamengo volta sua atenção para o Campeonato Carioca. A próxima partida, válida pela primeira rodada da Taça Rio, é contra a Portuguesa-RJ, sábado (11), às 18h30 (de Brasília), no Raulino de Oliveira. Já pela Libertadores, o clube brasileiro visita a Universidad Católica na quarta-feira da semana que vem (15), às 21h45.

RETROSPECTO RUIM

Flamengo não tem boas lembranças da Copa Libertadores. Nas últimas duas vezes que disputou a competição continental, acabou eliminado na primeira fase. Em 2012, fazia parte do Grupo 2 e acabou na terceira posição, atrás do líder Lanús e do vice Emelec. Em 2014, a situação se repetiu: ficou novamente em terceiro, atrás de Bolíver e León.

MANCUELLO DÁ SUSTO E É SUBSTITUÍDO

REUTERS/Ricardo Moraes
Mancuello desabou no gramado após se chocar com Botta

Mancuello deu um susto no torcedor rubro-negro. Logo no começo da partida, aos 18min da etapa inicial, o argentino subiu para dividir uma bola no alto, sofreu um contato no rosto e, aparentemente, caiu desacordado. O meio-campista, após ser atendido pelos médicos, até voltou para o campo, mas não conseguiu continuar. Zé Ricardo, então, optou pela entrada do colombiano Berrío.

FLAMENGO É MELHOR, MAS SAN LORENZO MOSTRA ORGANIZAÇÃO

AP/Felipe Dana
Everton teve a melhor chance do Flamengo no 1º tempo

Empurrado pelos torcedores, o Flamengo começou melhor, com mais posse de bola e até assustou, mas não conseguiu furar as redes do organizado San Lorenzo. A melhor oportunidade dos donos da casa saiu dos pés de Everton. Aos 13min, o atacante recebeu de Willian Arão e tentou um tapa colocado no canto esquerdo. A bola até passou pelo Torrico, mas carimbou a trave do goleiro. Aos poucos, o time argentino equilibrou a posse de bola, mas não conseguiu chegar ao gol de Muralha.

CATEGORIA DE UM CAMISA 10

Pedro Martins / MoWA Press
Diego cobra falta com maestria no Maracanã

Acostumado a jogar com a camisa 35 no Flamengo, Diego viveu uma experiência diferente nesta noite. Como na Libertadores só podem ser utilizados número de 1 a 30, o meio-campista, recém-convocado para a seleção brasileira, foi inscrito com a lendária 10, enquanto Ederson, que utilizava o número, acabou com a 7. No primeiro lance do segundo tempo, aos 3min, uma falta na entrada da área, o meio-campista não perdoou. À la Zico, que estava presente nas arquibancadas, Diego cobrou por cima da barreira, com muita categoria, e abriu o placar para o Flamengo.

TRAUCO E ROMULO MARCAM

Felipe Dana/AP
Trauco comemora golaço anotado sobre o San Lorenzo

Com a vantagem no placar, o Flamengo se soltou, conseguiu envolver o San Lorenzo e não demorou para garantir a vitória. Aos 16min, Diego rolou para Trauco, que encheu o pé de fora da área e anotou um golaço no Maracanã. Aos 24, após cobrança de escanteio, Berrío desviou e Romulo, na segunda trave, só empurrou para ampliar.

GABRIEL DEFINE COM GOLAÇO

Quando a partida já parecia decida, Gabriel, que entrou no final, ainda deixou sua marca. Aos 42min, após jogada individual, o meia-atacante puxou para a perna direita e chapou no ângulo do goleiro, sem chances para Torrico.

MAIOR MOSAICO DO NOVO MARACANÃ

UOL
Torcida do Flamengo faz um mosaico no Maracanã

A torcida do Flamengo fez um lindo espetáculo na entrada do time em campo. Torcedores viraram a madrugada montando o maior mosaico do novo Maracanã. Nem o vento, que tirou algumas peças do lugar, foi capaz de estragar a festa. A frase "Isso aqui é Flamengo!", além dos anos 1981 - quando o Rubro-negro conquistou Libertadores e Mundial - e 2017 compuseram o belo retrato nas arquibancadas do Maracanã. Os organizadores falaram em 70 mil peças na montagem.

CONFUSÃO ENTRE ARGENTINOS E RUBRO-NEGROS

UOL
Torcida do San Lorenzo prepara faixas no Maracanã

Antes de a bola rolar, um grupo de torcedores do San Lorenzo entrou em confronto com alguns rubro-negros na entrada dos visitantes do Maracanã. Eles estavam se provocando, até que algumas latas foram atiradas. O princípio de confusão foi contornado com a chegada de homens do Gepe (Grupamento Especial de Policiamento em Estádios) da Polícia Militar do Rio de Janeiro, mas assustou quem passava pelo local, principalmente pais com os seus filhos.

GUERRERO DESPERDIÇA PÊNALTI
 
Apesar de a torcida ter ficado feliz com os 4 a 0, o placar poderia ter sido ainda mais elástico. Aos 40min, Guerrero teve a oportunidade de converter um pênalti sofrido por Gabriel, mas cobrou fraco, fácil para o goleiro fazer a defesa e evitar uma goleada ainda maior. 

FICHA TÉCNICA

FLAMENGO 4 X 0 SAN LORENZO
 
Data: 08/03/2017
Local: Maracanã, Rio de Janeiro (RJ)
Hora: 21h45 (de Brasília)
Público: 60.989 presentes / 54.052 pagantes
Renda: R$ 3.688.482,50
Cartões amarelos: Trauco e Mancuello (Flamengo); Montoya, Mussis e Angeleri (San Lorenzo)
Gols: Diego, aos 3min do 2º tempo, Trauco, aos 16min do 2º tempo, Romulo, aos 24min do 2º tempo, e Gabriel, aos 42min do 2º tempo.
 
FLAMENGO: Alex Muralha; Pará, Réver, Rafael Vaz e Trauco; Willian Arão, Romulo (Márcio Araújo) e Diego; Mancuello (Berrío), Everton (Gabriel) e Paolo Guerrero. Técnico: Zé Ricardo.
 

SAN LORENZO: Torrico; Paulo Díaz, Angeleri, Coloccini e Montoya (Corujo); Mussis, Néstor Ortigoza, Cerutti (Merlini) e Belluschi; Botta e Blandi (Bergessio). Técnico: Diego Aguirre.

Fonte: Da internet
TAGS
    Nenhum resultado encontrado.
COMENTÁRIOS
Bookmark and Share
WhatsApp TV TSPB Rádio TSPB 100.5

Colunistas

Categorias

Facebook

Twitter

Vídeos

Parceiros

    Nenhum resultado encontrado.