GOVERNO DA PARAIBA




> NOTÍCIA


Publicado em 01/06/2015 11h04

Autor da novela “Babilônia” culpa paulistanos e a própria Globo pela baixa audiência de sua novela

O autor também falou sobre a necessidade de rescrever diversos capítulos da atual trama das nove, e ressaltou que não sabe o motivo da baixa audiência.

Ouça o áudio:  Autor da novela “Babilônia” culpa paulistanos e a própria Globo pela baixa audiência de sua novela

As duas senhoras não darão outros beijos (Foto: Reprodução)

 

“Até agora eu sofro a humilhação pública diária de perder para a novela das 19 horas”, essa foi uma das frases que mais marcaram a entrevista do autor da novela “Babilônia”, Gilberto Braga publicada pelo jornal “O Globo” neste domingo (31).
 

Mostrando-se incomodado com a baixa audiencia de seu folhetim, que acumula 25 pontos apenas, Gilberto Braga disse para seu aniversário de 70 anos, sonha em ver sua atual novela ultrapassar a audiência do folhetim das 19h “I Love Paraisópolis”.

autor também falou sobre a necessidade de rescrever diversos capítulos da atual trama das nove, e ressaltou que não sabe o motivo da baixa audiência:

Gilberto Braga (Foto: Globo / George Maragaia)

Gilberto Braga
(Foto: Globo / George Maragaia)

 “Estou satisfeito com o resultado, não acho que seja ruim. Mas deu muito trabalho refazer. Está dando muito trabalho. Agora estou improvisando. A gente (João Ximenes e Ricardo Linhares – autores da trama também) se reúne aos sábados para fazer história juntos. Felizmente, gosto de tudo o que está no ar. Por que a audiência não sobe? Eu não sei”, disse.

Marcos Pasquim interpreta Carlos Alberto na novela (Foto: Reprodução)

Marcos Pasquim interpreta Carlos Alberto na novela e seria gay, porém autor teve que voltar atrás (Foto: Reprodução)

Após as mudanças na novela protagonizada por Adriana Esteves, Camila Pitanga e Glória Pires,  Gilberto Braga destacou que audiência de “Babilônia” subiu em todos os estados brasileiros, menos na capital paulista, cidade considerada como o principal mercado para a TV:

“Elas tinham tesão pelo Pasquim e lamentaram o fato de ele ser gay na novela. Fiquei com pena das mulheres e botei ele para ser hétero”, disse.

“Depois das mudanças, a audiência não subiu em São Paulo. Paulista é esquisito. Um dos meus melhores amigos é o Silvio de Abreu. Ele fez o personagem Jamanta (em ‘Torre de Babel’, de 1998). Odeio Jamanta e falei: ‘Jamanta de novo?’ (quando ele voltou em ‘Belíssima’, em 2005). Ele disse: ‘É um fenômeno paulista. Fora de São Paulo ninguém suporta, mas lá é um sucesso. Por isso que eu botei’. Acho que o problema está aí. Não sei escrever para quem gosta de Jamanta. Meu universo é anti-Jamanta”, afirmou ele, que reconhece estar vivendo em um “Brasil careta”.

Alice (Sophie Charlotte) (Foto: Reprodução/ Globo)

Alice (Sophie Charlotte)
(Foto: Reprodução/ Globo)

Durante a entrevista, sobrou até mesmo para o amigo de Gilberto Braga, Silvio de Abreu que atualmente é o responsável por comandar o núcleo de teledramaturgia da emissora carioca:

“Tenho queixa da entrega da sinopse. Ficou rolando lá pela Globo quase um ano, estava trabalhando com antecedência. Na sinopse tinha cafetão e garota de programa. Era forte e ninguém falou nada. Depois que a novela entrou no ar falaram: cafetão e garota de programa não pode. Tinham que ter me avisado na sinopse. Aí foi um tal de Alice (Sophie Charlotte) virar heroína…”.



 

Fonte: Da internet
TAGS
    Nenhum resultado encontrado.
COMENTÁRIOS
Bookmark and Share
WhatsApp TV TSPB Rádio TSPB 100.5

Colunistas

Categorias

Facebook

Twitter

Vídeos

Parceiros

    Nenhum resultado encontrado.